Rui Rosmaninho
Arquiteto


O desafio foi criar um projeto baseado num conceito modular, capaz de se adaptar a diferentes realidades programáticas mas que mantivesse uma identidade própria e comum em todos os novos complexos escolares do município de Anadia. De facto, esta solução resultou da necessidade de construir vários centros escolares no concelho que, apesar de destinados a um número de utentes diferente (definido na Carta Educativa do concelho), mantivesse uma estrutura base comum. O conceito base reside na combinação de 3 volumes interligados ortogonalmente entre si. A sua distribuição permite aumentar ou reduzir individualmente cada módulo da construção, consoante o número de salas de nido no programa funcional e o número de alunos a que se destina. Uma solução arquitetónica racional, linear e funcional, aliada às inevitáveis condicionantes económicas.

O Centro Escolar de Sangalhos localiza-se na envolvente próxima do Velódromo Nacional. O edifício desenvolve-se num único piso térreo. Foi dimensionado para um número máximo de 288 alunos, distribuídos por 8 salas de aula (1o ciclo), 1 sala de informática e 3 salas de atividades (ensino pré-escolar). Existiu uma particular preocupação em termos de controlo de custos. A escolha de materiais fundamentou-se pela baixa manutenção e garantias de durabilidade. O interior é caracterizado e pautado pela iluminação natural. A implantação volumétrica cria espaços exteriores com ambientes distintos mas interligados e de fácil vigilância: o recreio livre central, o parque infantil e os pátios para ajardinamento e plantação de horta pedagógica. Um percurso em betão poroso destaca-se no tardoz do conjunto, simbolizando uma régua escolar e interligando os espaços de recreio exteriores.

Na distribuição interior destaca-se a implantação da sala polivalente na continuidade do refeitório. Estes dois espaços estão separados por uma parede amovível que permite o aumento significativo de área para a realização de eventos festivos. Na frontaria destaca-se um volume que alberga um palco, para apoio e complemento à sala polivalente. O complexo escolar procura satisfazer as necessidades de um estilo de vida moderno, aliando qualidade estética com desenho minimalista e contemporâneo. Uma escola que pretende ser mais do que um espaço de aprendizagem. É um edifício que visa cativar crianças e adultos pela sua simplicidade e por uma atmosfera de conforto ambiental. Um lugar onde se vai por prazer e não por obrigação.

Local Sangalhos, Anadia Dono de Obra Município de Anadia Estabilidade e Betão Armado, Rede de Abastecimento de Água, Redes de Drenagem de Águas Residuais e Pluviais Pedro Santiago, Engenheiro Civil Infraestruturas Elétricas, de Segurança e Telecomunicações Licínio Alegre, Engenheiro Eletrotécnico Instalações Mecânicas para AVAC e AQS, Estudo de Comportamento Térmico Pedro Miraldo, Engenheiro Mecânico, Eduardo Natividade, Engenheiro Civil, Rui Ferreira, Engenheiro Civil Mural Cerâmico Paulo Júlio, Artista Plástico Direção Técnica Paulo Afonso, Engenheiro Civil Execução de Projeto 2010/2011 Execução de Obra 2013/2014 Construtor Socértima Lda Fotografia Marco Santiago